19/08/2018

Registro do Compartilhamento público da Oficina de criação em dança com Luciana Lara


Ontem e anteontem ( sexta e sábado) foram apresentados 6 solos em processo no compartilhamento público da Oficina de criação em dança com Luciana Lara.

Danilo Fleury, Rebeca Damian, Ramon Lima, Leonardo Rodrigues, Ana Isabel Carvalho e Maria Ramalho compartilharam seus solos que ainda estão em pleno processo de criação e foram iniciados durante a Oficina de Criação em dança com Luciana Lara  no Núcleo de formação ASQ. Os solos tem direção de cada participante.  A oficina propõe o exercício da autonomia na tomada das decisões estéticas e artísticas e o papel de Luciana Lara foi a de uma provocadora, dramaturgista, assim como a participação de todos os participantes nas discussões, também fizeram parte no processo de cada participante.

O  compartilhamento público contou com a presença de uma galera muito bacana de amigos, bailarinos e artistas da cidade!!!!! Agradecemos a presença de todos.



Saiba mais sobre a oficina e o que foi realizado:

A proposta desta oficina era de oportunizar um mergulho em um processo criativo e investigativo em dança contemporânea. A oficina aconteceu de 10/05 a 10/08/2018 nas terças quintas e sextas de 12:15 às 13:45 no espaço da sala 2 do Centro de dança do DF.

Durante 3 meses, três vezes na semana, em encontros de 1 hora e 30 minutos, os participantes exercitaram a criação por meio de estudos práticos, teóricos e críticos no campo da pesquisa de linguagem, dos processos criativos e da pesquisa artística em dança

Por meio de atividades de prática e reflexão abordamos crítica, e poeticamente o processo criativo nas artes com o foco em dança, envolvendo diversas abordagens sobre a pesquisa de linguagem e estratégias de criação e investigação de movimento por meio de inúmeras improvisações  em grupo, duplas, individualmente  e também com discussões em grupo sobre impressões da experiência do dia no final ou início de cada aula.

Luciana Lara se utilizou da metodologia da "não metodologia", no sentido de não ter uma metodologia já pré-estabelecida que seria aplicada durante o processo, criando estratégias de ação e criação de acordo com a resposta de cada encontro. Dessa, maneira houve uma continuidade a partir de aspectos que surgiam a partir do próprio interesse do grupo, manifestado durante as improvisações e as rodas de conversa realizadas em praticamente todos os encontros.

Como uma das metas da oficina era a criação de solos, foi dada mais ênfase a criação individual, desenvolvimento de autonomia, instrumentalização do intérprete para se auto motivar e enfrentar os desafios da criação e também dirigiu-se o foco do trabalho para as potencialidades corporais e idiossincráticas de cada corpo, do desenvolvimento de um vocabulário autoral de movimento e na conscientização da influência da cognição, cultura, conceitos de arte e dança na construção de referências e do imaginário poético de cada um. 

É interessante também compartilhar que como parte da metodologia de trabalho, Luciana Lara fazia provocações coletivas em que cada participante aplicava individualmente em seu solo. Ao longo do fazer também eram realizados alguns aconselhamentos e monitoria individuais.   

Na investigação do movimento demos foco a exercícios que pensavam e sensibilizavam a percepção, a geração e a retenção de qualidades que especificam o movimento no corpo. Uma continuidade da pesquisa já realizada por Luciana Lara no trabalho da Anti Status Quo Companhia de dança de investigar o movimento pela sensação, pela lógica do corpo, pelo funcionamento da mecânica física e sensória do movimento, a partir da materialidade do movimento,do corpo e do mundo, do estudo da "intenção" no uso do espaço/tempo/energia/peso que dá a especificidade de cada movimento, na consciência do acontecimento mecânico e da percepção.

Desta maneira investigamos também noções de corpo, geração e investigação de movimento, composição, a relação entre forma e conteúdo, estrutura coreográfica e também entre processo criativo e obra, a construção e desconstrução de referenciais, as questões do significado em dança, afetos e empatia, ética/estética, os nexos entre figurino, cenário, trilha sonora, e a relação com o público.

Cada solo apresentado se encontra em momento especifico de descobertas individuais. Durante o processo foi pedido para os bailarinos trazerem um objeto de casa para um exercício de improvisação como um mote para estudar e gerar movimento na relação com o objeto. Daí no último mês, sem intenção prévia, o trabalho com os objetos se manteve e se desenvolveu de diversas maneiras em cada solo. A única participante que não deu continuidade a investigação com o objeto foi Rebeca Damian que preferiu dar continuidade ao trabalho realizado no ano passado dentro do próprio Núcleo de formação, aprofundando suas descobertas e qualidades de movimento.  

Confiram as fotos deste dois dias especiais do processo de criação dos solos:

Danilo Fleury:



Foto: Jaqueline Silva


      Foto: Jaqueline Silva






     Foto: Luciana Lara

































                                                                                                                                                                                             
Foto: Luciana Lara



































Foto: Luciana Lara




Rebeca Damian:


                                                Foto: Luciana Lara



   Foto: Jaqueline Silva








   Foto: Jaqueline Silva



                                                

Foto: Luciana Lara



                                                    Foto: Luciana Lara




Ramon Lima:





         Foto: Luciana Lara







    Foto: Jaqueline Silva









Foto: Jaqueline Silva



       Foto: Jaqueline Silva


       























Foto: Jaqueline Silva










                                                                                                       Foto: Luciana Lara




Ana Isabel Carvalho:
















Foto: Luciana Lara




 Foto: Luciana Lara                                                                                                                                                                                                                                                                         



Foto: Robson Castro



Foto: Robson Castro



                                 Foto: Robson Castro





Foto: Robson Castro



     Foto: Robson Castro





Foto: Luciana Lara



















     Foto: Luciana Lara



       Foto: Luciana Lara
















                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                Foto: Luciana Lara




       Foto: Robson Castro


Leonardo Rodrigues:
































   Foto: Luciana Lara





                                                                               

     Foto: Robson Castro






Foto Robson  Castro





            





                                                                       Foto: Luciana Lara




    Foto Robson Castro


Foto: Luciana Lara







Maria Ramalho:




Foto: Luciana Lara





Foto: Luciana Lara
                                                                                                                                                                                 Foto: Luciana Lara



      Foto: Luciana Lara





















Foto: Rebeca Damian


Foto: Rebeca Damian




   Foto Robson Catro




                                                                    Foto Robson Castro

17/08/2018

Hoje e amanhã tem compartilhamento público dos processos de criação da Oficina de Criação em dança com Luciana Lara no Centro de dança do DF



Hoje (17/08) e amanhã (18/08) o Núcleo de formação ASQ convida  para o compartilhamento público dos processos de criação iniciados durante a Oficina de Criação em dança com Luciana Lara (coreógrafa e diretora da Anti Status Quo Companhia de Dança).

Prezados colegas da comunidade de dança de Brasília e do DF, estudantes de artes e todos interessados em criação em dança contemporânea são muito benvindos!

A ideia é compartilhar e intercambiar com o público o processo  e o andamento da investigação de 6 solos que aconteceu de 14 de maio a 14 de agosto no Centro de Dança do DF em Brasília-DF. Para isso, Ana Isabel Carvalho, Danilo Fleury, Leonardo Rodrigues, Maria Ramalho, Ramon lima e Rebeca Damian mostrarão trechos dos seus solos em construção e logo depois teremos um grande debate com a participação do público.

Serão 6 solos divididos em 2 dias. Participe e venha discutir arte, dança, vida e estética com a gente!



Serviço:



Programação:

17/08 - sexta-feira: Rebeca Damian, Danilo Fleury e Ramon Lima
18/08 - sábado: Ana Isabel, Leonardo e Maria Ramalho

Entrada franca/ Público limitado em 25 pessoas





16/08/2018

Ontem foi dia de Camaleões no setor comercial sul em Brasília-DF


Ontem, dia 15/08, realizamos um estudo da intervenção urbana Camaleões no Setor Comercial Sul em Brasília- DF. Uma espécie de ensaio geral pra nossa participação do Festival Mladi Levi em Liubliana na Eslovenia! Daqui 8 dias o festival começa!!


6 horas de montagem de 8 performers.

Aproximadamente 1 hora de performance.


Bailarinos interventores: Camilla Nyarady, Cristhian Cantarino, Déborah Alessandra,João Lima, Luciana Matias, Márcia Regina, Roberto Dagô e Robson Castro


Nossos agradecimentos a toda ajuda de: Álex Neres, Leonardo Rodrigues, Ana Isabel Carbvalho, Maurício e Jordana









06/08/2018

Participantes da oficina de criação em dança com Luciana Lara mergulham na criação de solos.

A Oficina de criação em dança contemporânea com a diretora da Anti Status Quo Companhia de Dança, Luciana Lara começou em 10 de maio e termina esta semana dia 10 de agosto. Foram 3 meses de muita experimentação, trocas e discussões que enchem a mente de ideias e faz repensar a maneira como percebemos.

Os participantes  Danilo Fleury, Rebeca Damian, Ramón Lima, Leonardo Rodrigues, Ana Isabel Carvalho e  Maria Ramalho estão em pleno mergulho de criação, com todos seus prazeres e agruras. Cheios de planos e desejos, projetam mergulhos ainda mais profundos e perspectivas de realização da montagem dos solos. Delícia pura.

Aguardem compartilhamento público em breve no Centro de dança do DF!



29/07/2018

Anti Status Quo Companhia de dança estará no FESTIVAL MLADI LEVI em Liubliana na Eslovênia apresentando De Carne e Concreto - Uma Instalação Coreográfica e a intervenção urbana Camaleões !






Anti Status Quo Cia de Dança no Festival MLADI LEVI em Liubliana, capital da Eslovênia daqui um mês!

Embarcamos com 2 trabalhos: De Carne e Concreto - Uma Instalação Coreográfica e a intervenção urbana Camaleões!

Acesse: www.bunker.si



MLADI LEVI FESTIVAL
De 24 de agosto a 1º de setembro de 2018

Anti Status Quo Companhia de dança:
30/08 - Camaleões ( intervenção urbana) /Chameleons (urban intervention)/ KAMELEONI



31/08 e 1/09  9.30pm, at ŠD Tabor, Tabor 13.
- De Carne e  Concreto - Uma instalação coreográfica /OF Flesh and Concrete - A Choreographic Installation/ IZ MESA IN BETONA


Tickets are free of charge, the festival collect voluntary contributions.

Para conferir a programação completa, acesse o evento no facebook: https://www.facebook.com/events/664271813934106/



   
  Foto: Luciana Lara                                                                               Foto:Marco Correia



Saiba mais sobre o festival:


The International festival Mladi levi, is one of the more prominent annual events of Bunker (a non-profit organization for the realization and organization of cultural events).


MLADI LEVI brings together the most current stage performers and other forms of contemporary art from all over the world to Ljubljana every end of the summer. It bears a mark of a demanding artistic profile, placed within the arena of contemporary progressive theatre and takes pride in its reputation for discovering young talents. The Festival has a distinctive atmosphere, marked with creativity and vibrant spirit, curious audience and social nature.


In the past 20 years they have hosted numerous international artists, among them: Franco-Serbian choreographer Josef Nadj, French artists Jérôme Bel, Philippe Quesne, Compagnie Nacera Belaza, Spanish artists Conservas and Ursula Martinez, Portugese artists Miguel Pereira, O Rumo Do Fumo and Vera Mantero, Itlian artists Antonio Tagliarini and Compagnia Sud Costa Occidentale, South African Artists Compagnie Rary, Company Gaara, The Floating Outfit Project and Boyzie Cekwana, Turkish artist Mustafa Kaplan, Russian artist Oleg Soulimenko, company Dood Paard from The Netherlands, French contemporary circus artist Camille Boitel, Swiss artist Stefan Kaegi and Rimini Protokoll, Japanese artist Hiroaki Umeda, Swiss artist Milo Rau, the Institute for Political Murder and Belgian production house Campo and numerous others. 

Here is the link to the programmes of all past festivals: http://www.bunker.si/eng/festivals/mladi-levi

For the 15th anniversary of the festival we published a book called The Lion Tales (after the name of the festival, which means The Young Lions) and it is available here:

http://www.bunker.si/eng/wp-content/uploads/2012/06/LEVOPIS-eng.pdf


#antistatusquociadedanca
#zavodbunker
#offleshandconcrete
#Chameleons
#mladilevifestival